foda inesperada…

foda inesperada…
Era Primavera… mas já fazia bastante calor…Estava de folga e como estava bastante cansado optei por ficar em casa a descansar… pois a minha esposa estava fora…
Nesse dia era o dia que a empregada de limpeza costumava vir cá a casa, uma senhora casada já com os seus 48 aninhos que já fazia cá limpezas há mais de 1 ano embora me tenha cruzado poucas vezes com ela…Corpo normal redondinha com curvas e alguma flacidez normal da idade…

Ela tocou, abri a porta ainda de boxers, pois já nem me lembrava que era o dia que a senhora vinha… abro a porta e vi que estava com uma espécia de bata meio larga normal de senhoras de limpeza, mas sem soutien, pois estava muitos calor, e viam se claramente os contornos das suas tetas que pareciam deliciosas… já com o mastro a meio gás com tesão matinal… ao ver aquelas tetas grandonas o caralho deu mais um salto.. e avultou-se nos boxers… fiquei meio encavado e fui para o quarto…

Em quanto ouvia o aspirador na sala, n parava de pensar naquelas tetas e o quanto adoraria espetar lá o caralho já bem duro e na minha mão… bela punheta que estava a bater a imaginar aquelas tetas…
Louco de tesão… começo a andar pela casa… de pau tesao… vou para a cozinha vou para a varanda… tentando notar algum indício de tesão da parte dela… mas nada… ela parecia indiferente… cabeça em baixo nem olhava… mas aquilo ainda me estava a dar mais tesão… so me apeteci furá la toda… comê-la tão bem… hum…

De seguida vou para o banho… mas deixo a porta aberta para tentar provocá-la… pois a porta era mesmo em frente á sala.. e dava para ver perfeitamente… entro no banho… o vidro estava embaciado… mas percebia se perfeitamente que ela estava ali… e que estava a olhar discretamente em quanto aspirava… é então que começo a bater uma bela duma punheta… mesmo junto ao vidro do chuveiro…
Reparo que ela n sai dali por nada… bato bem forte, faço uns gemidos falsos… e esporro me no vidro… para ela ver bem o meu leite…
Saio do banho e propositadamente deixei a toalha na varanda… pois assim teria de passar por ela… sai ainda molhado para ir á varanda… ela olha tímmida… e baixa se para limpar o chão… é nesse momento q vejo aquelas tetas bem penduradas na sua bata… o Caralho levanta imediatamente… que puta de tesão me deu aquela visão…

Volto para o quarto e vejo que ela olha com um olhar sedento…assim que chego ao quarto… vejo que ela vai para a casa de banho… finjo não ouvir…
mas imediatamente vou para a casa de banho… tentando fingir que não sabia que ela lá estava… entro rápido… vejo a bata aberta… uma mão na cona com cueca de lado… e aquelas tetas deliciosas completamente de fora…

-Peço desculpa!!! n sabia que estava aqui… desculpe… e saio…
Ela fechou imediatamente a bata… Mas eu assim que saio.. pensei… foda-se… n posso perder esta oportunidade tenho que tentar… que se foda…
-Entro de novo… e digo… desculpe… mas vc tem um corpo lindo… antes que ela dissesse algo… não estou com meias medidas… e pego-lhe na mão e meto a no meu caralho… tapo lhe a boca… e digo… tenha calma… eu estou cheio de tesão.. e pelos vistos vc também…
o q diz ?!
Ela encavacada…
-E a sua esposa… ?
– Não se preocupe…
abro a bata… aquelas tetas saltam para fora de novo… baixo me… e meto a boca naquela cona cabeluda mas bem deliciosa…
começo a mamar lhe a cona… para rapidamente deixá la louca e a desejar por um caralho…
Mamo lhe uns valentes minutos… e espeto a lingua bem fundo… até me doía…Levanto-me pego lhe no cabelo e digo: ” agr é a tua vez” ela abocanha me logo o pau… e eu empurro bem fundo… e com a mao puxo a cabeça até n entrar mais…
louco de tesão… pego lhe no cabelo e fodo lhe a boca como se fosse uma cona… bem forte…
tiro o caralho vejo a toda babada… bato lhe com o caralho na cara… e espeto o de novo bem fundo…
Meto a em cima do lavatorio… espeto lhe o caralho na cona… que delicia… tão apertadinha e molhada… fodo a um pouco assim… e de seguida meto a de 4…
Aquela visão linda… cu grande ancas largas… cona a borbulhar… cuspo na mão… oleio o caralho.. .e espeto o fundo… em qt lhe puxo os cabelos….
primeiro devagar e fundo bem fundo…
depois pego lhe nas redeas do cabelo… e fodo a tão forte…
sinto a cona a apertar e a querer explodir… é nesse momento que digo… antes de te vires diz… quero que te venhas na minha boca…

Yorum bırakın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir