Realizando meu desejo com oito homens.

Realizando meu desejo com oito homens.
Sou jovem tenho 18 anos, loira, magrinha, peitos pequenos olhos claros e pele bem branquinha. Sou safada, gosto de sexo selvagem e provar maneiras diferentes de fazer sexo. Algum tempo atrás decidi passar alguns dias em Porto Alegre e tinha desejos que queria realizar, um deles era fazer uma suruba.
Estava na casa de amigos um lugar perfeito, acabei nesta noite me passando na bebida e meu lado sexual se revelou. Começei a dançar de uma forma insinuante e percebi que os 8 rapazes que estavam presentes me observavam com tesão, isso me excitou e tirei a saia que estava usando, depois a blusa e já estava toda nua.
Ainda dançando começaram a me tocar e eu escutava:
-QUE DELICIA, QUE VONTADE DE TE COMER TODA.
-VOU TE USAR.
-VOU TE FAZER CHUPAR.
Naquele momento percebi que meu desejo se realizaria, a suruba ia acontecer.
Um deles que estava me tocando, me pegou pelo cabelo, e socou seu pau em minha boca com força fazendo chupar até as bolas. Dizendo:
-VOU TE DAR TODO MEU LEITE E TE COMER TODINHA.
-Não, não vai me comer toda, só libero cuzinho.
Chupei dois paus ao mesmo tempo, sentada no sofá. Um enfia primeiro e depois o outro, até um deles gozar na minha boca e o outro no meu rosto me dando muito tesão aos que ficavam observando e esperando para me comer.
Me viraram de costa chupando mais dois que estavam sentados no sofá, e eu curvada em pé me preparava para dar o cuzinho. Meteu com força no meu cú sem dó até o fundo na primeira metida, e eu sentido dor começei a gritar.
-Ai meu cú, como doi, para de meter agora.
Isso fez com que eles senti-sem mais tesão daquela situação de estupro.
-METE NELA QUE ELA MERECE, METE ATÉ O FUNDO.
-EU SOU O PROXIMO.
-ISSO SUA CADELA, DEIXA EU METER EM VOCÊ TODA, TE USAR GOSTOSO.
O primeiro terminou gozando no meu cú, e eu sentia a porra escorrer do meu cuzinho. Ao mesmo tempo os dois que estava chupando gozaram pelo meu rosto.
O proximo a comer o meu cú chamou mais um amigo para meterem juntos, pensei neste momento que iriam meter dois paus no meu cú e isso me deixavam assustada pois não queria desta forma, mas ao mesmo tempo tinha curiosidade de saber como era a sensação de meter dois paus ao mesmo tempo, me arrombando como via nos filmes porno.
Começaram se revezando, metia um depois metia outro e eu de quatro no sofá apanhava no rosto tapas fortes e puxões no cabelo. Escutei todo tempo humilhações enquanto era usada e arrombada.
-SUA VADIA, CADELA, MERECE APANHAR.
-Bate forte e me chama de puta.
O outro só gemia e me comia calado até que também começou a me bater na bunda e dizer:
-VAI SUA CADELA, ME FAZ GOZAR.
O dois gozaram no meu cú. Eu já estava me sentindo toda arrombanda e suja. Quando mais dois não hesitaram em começar a me comer também. Um se sentou no sofá e me puxou botando o pau no meu cú, mandando eu pular senão eu iria apanhar e tomar na bucetinha.
O outro se aproximou por trás, puxou meu cabelo e disse:
-TU AGUENTA DOIS?
-Sim, aguento.
Ele então se aproximou, botou o pau na entrada do meu cú que já tinha um pau e socou com força.
A sensação foi de muita dor e estar só sendo usada, realizava meu desejo. Me senti uma puta, vadia e cadela. Consegui satisfazer a todos, tinha sido o centro da atenção, estava toda molhada de porra e com o cú aberto, e satisfeita por ter gozado muito.
Acordei pela manhã pelada e jogada no chão da sala.
A primeira coisa que pensei e que ainda tenho desejos sexuais a se realizar.

Yorum bırakın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir